Passeio á Povoa para ver as sereias.

Próxima saída domingo 26 de março pelas 8,30 na Paluse,

domingo, 27 de setembro de 2009

DOMINGO DE FEIRAS


Parece um passeio para comerciantes mas não o foi… Lá fomos aparecendo às pinguinhas no local do costume…bem…todos não… porque o nosso ilustre Costa do “Castelo” ainda estava adormecido no seu feudo (peço desculpa ao outros mosqueteiros mas sem o Costa os passeios não têm “sprints”). Subir Airão? Esta pergunta foi logo barrada pelo nosso “Wolf” dizendo que a preparação ainda não estava ao “ponto”... CICLOVIA ouviu-se…e pronto lá fomos… Não sei porquê mas a descida para Famalicão é sempre feita a alta velocidade…sobretudo quando o “fugitivo” do costume está…Vocês sabem de quem eu estou a falarrrrrr!!!… Chegados a Famalicão o nosso amigo “jardineiro” o tal das tangerinas, clementinas ou sei lá que mais, apontou para a linda "montée" do Leclerc. Nessa altura ouvi atrás de mim uma voz irónica dizendo “... para um passeio de BTT não falta alcatrão!!!..". Concordei logo mas quem ia à frente tem rodas de triciclo por isso... hehehehehehe! Enfim, de Airão íamos para a ciclovia…vista-la? Nem eu…Mas lá fomos todos felizes. Falhada a ciclovia pensamos ir rezar a Balasar…Pensamos disse!… porque a minha pessoa lançou a ideia de irmos até Rates. Que rica ideia! Mal chegamos fomos assediados por umas belas “ratinhas” (não é Américo?) que nos ofereceram tudo o que tinham para comer.
Ofereceram!!!!! alguém pagou…quem não sei…mas que os bolinhos de cenoura e o café estavam bons, lá isso estavam. O nosso grupinho é solidário com qualquer causa sobretudo quando a ajuda é feita através dos maxilares…Sim porque tivemos todo o prazer em contribuir para as obras do Salão Paroquial de “Ratas”

Como tínhamos falhado a reza em Balasar houve quem ainda tentou mas só ficaram pela entrada (acho que estavam à procura do letreiro “ Há Pataniscas e Vinho Doce).

Depois deste dois comunicarem que não havia o que desejavam fomos contemplados com uma peregrina fotógrafa que nos tirou Mil e uma fotos em todas as posições
.
Depois de encher as panças lá íamos regressar pela TAL CICLOVIA quando o nosso “curso de água natural” quis saber que nome se dá às habitantes de Rates…“RATINHAS" disseram elas …hehehehehe! Sugestivo não?

Bem…lá regressamos pela ciclovia.

Pouco depois ouviu-se “ E o lanche!!!!!! Temos de lanchar!!!!!” Quem seria o esfomeado? Claro! o nosso “Wolf”...Lá paramos na nossa “ponte” para o repasto. Aí apreciamos a passagem das escuteiras que dedicaram esta manhã à bicicleta (estão a rir mas tinham selim…).

Rabiotes sobre os selins e os narizes colados aos guiadores fizemos a dezena de quilómetros até Famalicão a um ritmo infernal. Chegados aí dirigimo-nos à feira dos “cornos”. Admiramos cornos pequenos, médios, grandes, enormes e até floridos.

Para terminar este enfadonho relato fica esta observação do nosso “ Quercus Man” ao ver os gigantes bovinos…
“ISTO NÃO SÃO BOIS… SÃO CAMIÕES TIR…”

P.S. (não é para votar Partido Socialista) foi um domingo bem passado com os condimentos necessários para fazer esquecer a hora madrugadora que saímos. JC “Superstar” desculpa de não te ter citado nesta aventura mas a tua presença é fundamental para que eu apareça nas fotos…heheheheh…e para findar aqui vai um desejo amigo para o “Quercus Man” …aparece sempre porque a ausência é a presença da saudade.
o Scriba
Fotos: Scriba e Batedor


63 kms em 3h45


MAIS FOTOS AQUI:





Sem comentários: