Passeio á Povoa para ver as sereias.

Próxima saída sabado 29 de Abril. Convivio anual dos Bikenaturas em Pampilhosa da Serra.

domingo, 4 de julho de 2010

1º PASSEIO TRILHOS COVENSES

Quando o nosso Scriba intitulou, no seu último relato, a nossa subida a S. Bento das Peras como sendo              “ O ÚLTIMO DESÍGNIO”, e me informou, aquando da descida, que aquela fora, efectivamente, o último e mais difícil monte que havia na região – a verdade é que não há Santo nem Santa, por mais alto que ele more, que os BiKeNaTuRaS não tenham visitado, isto devido ao fetiche por estas divindades que o nosso batedor tem – estava eu a dizer e a confessar ao Scriba que ainda não havia tido a oportunidade e, talvez, a coragem para os acompanhar na incursão ao monte de Santa Tecla.


Ora, não podia deixar fugir esta oportunidade quando soubemos que os Trilhos Covense iriam organizar o seu 1º. Passeio por trilhos desta região.
Estiveram presentes muitos betetistas, cerca de 160, integrados em diversos grupos e individualmente.

Dos 7 BiKeNaTuRaS, apenas estavam inscritos 4 (Presidente, Querqus, Scriba e Batedor). O nosso Ninja, por questões de logística, com certeza, não conseguiu vir. O Wolf e o Tenor, ainda marcaram presença na hora da partida e parte inicial do percurso mas, por razões de força maior (em relação ao primeiro estou a imaginar, por exemplo, um bom almoço, previamente marcado, que seria incompatível com a duração da prova prevista. Quanto ao segundo, havia festa na freguesia e a sua presença no coro era imprescindível, tendo que fazer jus ao pseudónimo atribuído cantando a missa na paróquia), dizia eu, não poderiam concluir a prova.

Feitas as formalidades, fomos tomar o nosso café ao bar da Associação.

Porque o sol já era quente e prometia aquecer ainda mais, não tivemos que esperar muto para que a organização desse início à prova.
   
A direcção a seguir foi o Monte das Oliveiras passando por algumas ruas de Ruivães e Novais, seguindo por trilhos verdadeiramente adequados para a prática da modalidade. Alguns convidavam mesmo ao beija-chão quando estamos imbuídos de algum afoito. Lembro-me de uma descida abrupta, colocada no socalco do monte que, só com alguma coragem e técnica poderia lograr-se. Apesar do incentivo que alguns mais novos e experientes tentavam dar-nos, a idade e a sensatez dos BiKeNaTuRaS emergiu e declinamos o apelo descendo com as nossas manas de mãos dadas. Gostei, em especial, de um trilho/caminho que nos levou encosta abaixo até à zona do Paraíso ensombrado por muitos carvalhos, passando ao largo da Estação Arqueológica de Delães.
   
Mas o pior estava a seguir, pois a partir daqui iniciamos a subida para Santa Tecla. Disseram-nos que a prova seria como um passeio domingueiro, mas não foi não. Bem sei que o sol estava abrasador e o calor era muito, talvez a nossa juventude já não seja muito nova, porventura, um pouco serôdia, mas achar aquilo fácil! …Puff. Só mesmo para os mais rijos que nós. Como desistir nunca fez parte dos nossos intentos a prova conseguiu-se e, como não podia deixar de ser, dentro do tempo regulamentar.

Agradecemos à organização por nos facultar estes momentos, tão quentes, tão sôfregos e ao mesmo tempo tão intensos de satisfação por nos permitir calcorrear e ciclicar por trilhos e caminhos, alguns por nós já conhecidos, outros não, embora todos com muita beleza. 


Saliento a boa informação na orientação do percurso e o cuidado que tiverem nas chamadas de atenção, sempre presentes, para as adversidades e perigosidade de alguns trilhos.

Claro que não podia esquecer as colaboradoras que, com a sua simpatia sincera e a subtileza dos seus olhares a reflectirem uma complacência e algum compadecimento pelos nossos rostos exauridos, nos disponibilizaram toda a atenção, para além da prestimosa água e fruta.

A todos o nosso obrigado e BEM HAJAM.
O Presidente


Os clits assaram durante 27 kms.

Os BiKeNaTuRaS

, e  


e "os furas" :


  e 

2 comentários:

Belcoe disse...

A "chaleur" foi a grande adversária neste passeio. Tinha os pés estorricados ao ponto de estarem melados com a alta temperatura suportada. Enfim! adorei este passeio não só pelos belos trilhos percorridos mas e sobretudo pela organização que foi 5 "stars". De repente vem-me à memória as lamúrias, justificadas e desesperadas, do nosso Presidente que soluçava uma desistência após a nossa chegada à Santa Tecla. Mas não passou de um desabafo e feita a reposição sólida lá ia ele "cabelo" ao vento descendo o que subimos com um sorriso de orelha a orelha. Fica aqui também esta nota invulgar: o Querqus pela primeira vez esgotou... mas... conseguiu vencer toda a sua ira para com o calor sentido. Tiro-lhe o meu chapéu porque o trabalho dele é DURO e mesmo assim ultrapassou esta adversidade domingueira...Parabéns a todos os BiKeNaTuRaS porque não fomos os últimos, longe disso, e chegamos antes da hora prevista pela organização.
Que venha o próximo...

dida disse...

São um grupo excelente. Coeso, animado q.b. e paciente com "penetras" de passeios caseiros ou mesmo de serões de sofá e Tv.
A todos o nosso obrigado pela oportunidade que nos proporcionaram de concretizar um sonho já antigo.
O cansaço já quase foi atenuado.
Ficam as marcas das camisolas "à ciclista" e as carecas às riscas gravadas na pele ainda avermelhada. ;-)
Obrigada
Dida

P.S.: A ti maninho, um obrigada especial. Foi bom sentir a tua mão protectora nas costas. Se bem que, a dada altura, já precisava mais de um guindaste para trepar a montanha. :-)
ADOREI!