Passeio á Povoa para ver as sereias.

Próxima saída domingo 19 de novembro pelas 8,30 na Paluse

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Um ODE aos Bikenaturas

Vamos...

Por entre montes, montanhas e vales

Vinhedos, vinhas e milheirais

Nós vamos.

Trilhando caminhos, ladeiras e pinhais

Encostas, rios e charcos.

E andamos

A ouvir melros, pegas e pardais.

Vimos muitos outros animais

Vimos tantas, tantas coisas.

Contemplamos verdes campos e papoilas

E rumamos

A norte, a sul e ao tempo,

Ao sol, à chuva e ao vento

Ah! E à neve em algum momento,

Mas vamos

Com a nossa força toda

E a vontade que nos sustenta

Vertemos a nossa alegria

Que com suor e dor nos alenta.

E se alguma dúvida houvesse

Que grupo assim exista ou não

Nós dizemos companheiros

Os BIKENATURAS…? São.



                                                                                    in Poesia do Raio

2 comentários:

Belcoe disse...

Bem, não sei quem teve o engenho e a arte para elevar tão alto o nome dos BiKeNaTuRaS através de uma poesia feita para ser cantada. Aqui é que o nosso Tenor terá de mostrar a sua "garganta" afinada para pôr em prática o lirismo extravasado do poeta "in Raio". Parabéns a este "Homero" que para além de enaltecer os feitos dos BiKeNaTuRaS também sabe usar com mestria a sua celerífero.
Bem-haja in Raio!

dida disse...

São:
Companheiros leais.
Amigos das pedaladas
Convívios ou jantaradas
Reúnem como os pardais

Amigos,
Da piada e da risota
Sorriem sempre ao prato
Entre garfadas e uma anedota

Amigos,
Que prestam apoio
Ao menos afortunado
Quando este fica atrasado
Por mais um pneu furado

Amigos,
Deste calibre
É difícil encontrar
Cada elemento presente
O outro querer ajudar

Os BIKENATURAS…? São ESPECIAIS!

Dida (com um abraço ao grupo)