Passeio á Povoa para ver as sereias.

Próxima saída domingo 26 de março pelas 8,30 na Paluse,

domingo, 2 de outubro de 2011

PASSADIÇOS COM EMPENO

   Este foi o 3 passeio realizado pelas tábuas horizontais plantadas à beira do Atlântico.
   Deste modo, pela nona vez, partiram 8 bikenaturas ,da estação de Caniços às 7h26, em direção à cidade invicta. 
   Chegados aí subimos aos Clérigos onde fomos aplaudidos por alguns resistentes, ou habitués, à longa noitada dedicada aos caloiros. 
   Seguimos viagem até à rotunda da Boavista onde bem perto entrámos num "carrossel"  de cimento sob a batuta da Casa da Música. 
   Finda a brincadeira dirigimo-nos até ao Parque da Cidade onde é sempre um enorme prazer rolar nesse belíssimo espaço portuense. 
   Já em Matosinhos percorremos a longa marginal ao sabor da maresia que se fazia sentir.
   Atravessámos o rio Leça pela ponte móvel e antes de tomar a tão desejada bica o Wolf decidiu furar. 
   Rolando na marginal de Leça tivemos de parar novamente para, definitivamente, consertar o furo do Wolf. 
   A partir daí e até Vila Chã foi sempre a rolar pelos passadiços onde a azáfama dos desportitas domingueiros tornavam por vezes a marcha um pouco lenta. No entanto  vislumbravam-se belas "sereias"  deitadas ao longo do vasto areal.  
 Mais uma vez chegámos tardíssimo a casa e o épico Riones, segundo me contaram, apanhou um não menos épico empeno.

   E pronto mais um viagem realizada no cavalo de ferro e pelos passadiços que lembram as velhas linhas do comboio. 
O Skriba

Foram "passadiçados" 71 km


Os BiKeNaTuRas:
,,,,   e 


  

2 comentários:

BiKeNaTuRaS disse...

Boa, Skriba! Já tinha saudades de ler um novo relato.
Só queria pedir desculpa todos, mas ao Riones, em particular, por nesse dia não poder esperar, pois tinha gente à minha espera já à muito tempo e, claro, também não podia deixar passar a oportunidade de, por uma vez, ser o primeiro a chegar a casa.
Um abraço para todos
El Presidente.

Belcoe disse...

El Presidente, no que diz respeito ao relato posso te garantir que é fraquinho, fraquinho...Olha estamos em crise por isso há que economizar...No entanto agradeço os teus elogios. Quanto ao nosso prezado Riones também pela primeira vez, salvo erro, tive de "abandonar" um bikenaturas. Todavia o Tenor, como excelente progenitor que é, acompanhou-o neste épico empeno. Um grande abraço a estes bikenaturas que demonstraram que dobrar não é quebrar.
Skriba.